O EU, AMANTE DE SI MESMO – Ainda há tempo de cura

                    É fato que nunca existiu um justo, nem sequer um. “Não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque, (…) Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” (Romanos 3:10, Eclesiastes 7:20 e Romanos 3:23).

                  As Sagradas Escrituras afirmam que o passar dos tempos e o aproximar da vinda de Cristo faz aumentar o número das pessoas amantes de si mesmas que, por consequências, são avarentas, presunçosas, soberbas, blasfemas, desobedientes a pais e mães, ingratas, profanas (2 Timóteo 3.2).
Assim, cada dia mais, se verifica a multiplicação do amor a si mesmo no lugar do amor Deus, que é a marca do pecado no homem.

              O profeta Isaías descreveu o estado da pessoa soberba, amante de si mesma, como alguém gravemente enferma, com as seguintes palavras:

“Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco. Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres não espremidas, nem ligadas, nem amolecidas com óleo.” (Isaías 1.5a,6)

                    Existem sinais evidentes desta enfermidade na igreja no Brasil e no mundo.

                  Basta observar o estilo de vida do povo que se chama pelo nome de Deus, a começar por homens ostentando o título de pastor e profeta, mas com toda a cabeça enferma e todo o coração fraco, comprometidos desde a planta do pé até a cabeça com certos movimentos, grupos e esquemas, conhecidos de todos como radicalmente contrários aos princípios divinos e que odeiam e perseguem a igreja de Deus. Tais cristãos e sacerdotes defendem mais as causas dos ímpios do que as dos seus irmãos. São pessoas amantes de si mesmas presunçosas, soberbas, ingratas, blasfemas e que precisam, com urgência de arrependimento, libertação e cura.

              Ainda há tempo de cura. Esta cura precisa acontecer, primeiro, em cada discípulo de Jesus, o que inclui a igreja e, só então, alcançar os outros.

        Que venha sobre a igreja de Jesus um peso dobrado de santidade para que então haja compromisso e fidelidade para com Deus.

Ruimar Siqueira Lopes, Pr.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s