O CRISTÃO E O CULTO

“Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído.” (Isaias 29:13)

              O fenômeno que hoje ocorre no meio do povo de Deus, já acontecia há aproximadamente setecentos anos antes de Cristo. Tal fato consistia em cultos vazios de adoradores (cristãos) cheios, ou cheios de adoradores (cristãos) vazios. Isto quer dizer que o sentido verdadeiro do culto não existia nos corações. O Senhor indica, pelo menos, três fatores que o desagradavam no culto.

            O primeiro constituía em um culto da boca para fora. – “… este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas…” – Trata-se do culto que não corresponde a intenções íntimas e sinceras, brotadas no coração contrito. As palavras eram bonitas, os cânticos harmoniosos, as orações e toda liturgia eram bem articuladas, mas tudo não passava de encenação.

            O segundo motivo de desagrado de Deus no culto era o coração distante – “o seu coração se afasta para longe de mim”. Isto quer dizer falta de relacionamento. Os adoradores praticavam atos religiosos, mas suas vidas estavam completamente distantes de Deus. O culto não expressava a relação da pessoa com Deus. Também não havia correspondência entre os atos de culto e a vivência. O culto não tinha qualquer conexão com a vida diária.

            A terceira razão que desagradava a Deus no culto eram as idéias mundanas. O espírito do adorador consistia “só em mandamentos de homens”. O sentido, as expressões de culto estavam contaminados pelas idéias próprias. Não estavam em destaque os pressupostos da santidade de Deus, mas os interesses e o que pensavam as pessoas.

        Que quadro triste! Que vergonha! Mas esta reprovação de Deus, quanto ao seu povo, parece poder ser repetida hoje. Podemos dizer que existem muitas crises na vida dos cristãos (adoradores) porque a crise já se instalou no culto que prestam a Deus. Isto quer dizer que, muitos cristãos não estão valorizando o momento de culto. Nos dias de culto ao Senhor não vão ao templo. Onde estarão eles? E tudo indica que não cultuam ao Senhor em outros dias. Aqueles que negligenciam os dias e momentos de culto, também negligenciam a Deus. É tempo de restauração do culto ao Senhor. É tempo do povo de Deus adorá-lo de verdade.
        

          Meu querido irmão. Não despreze o culto a Deus. Não se distancie do culto, porque isto te levará a distanciar-se de Deus. Busque, com sinceridade de coração, a presença do Senhor, e seja um daqueles que adoram a Deus “em espírito e em verdade”.

Ruimar Siqueira Lopes, Pr.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s